segunda-feira, 31 de agosto de 2009

A MARCAÇÃO

A MARCAÇÃO
Profº Esp. Vanderlei Wosniak & Profª Esp. Lucilene Perini

“A marcação é a ação de impedir que o adversário receba a bola ou que o mesmo progrida pelo espaço de jogo”. (VOSER, p.23)
Para que haja contra-ataque, a equipe precisa recuperar a posse de bola, e a forma mais eficiente de atingir este objetivo é através de uma eficiente marcação.
COSTA (p.59,2003) classifica a marcação como “ato de evitar a progressão do adversário com a bola ou evitar que o adversário receba em condições de progredir na quadra de jogo.”
ANDRADE JUNIOR afirma que “a marcação no Futsal é muito importante no conteúdo de jogo uma equipe, pois ela tem o objetivo de impedir as ações ofensivas da equipe adversária.”
Ainda, segundo Apolo (1995) apud Voser (2001, p.73),
“ em decorrência do espaço de jogo do futsal ser bastante reduzido, ocorre marcação, constantemente, nas movimentações de uma partida, o que leva os salonistas a dizerem que “uma boa defesa é o melhor ataque”.

Compartilhamos do pensamento destes autores, pois consideramos que uma equipe vencedora deve saber atuar tão bem sem a posse de bola, quanto de posse da mesma.
Como temos convicção que no futsal as coisas não acontecem por acaso, a marcação também precisa ser treinada exaustivamente.
Assim como na realização do contra-ataque, na marcação também devemos respeitar alguns princípios, baseado em (SANTANA, 2004) são eles:
a) estar em equilíbrio;
b) visão periférica;
c) colocar-se próximo ao adversário;
d) ter percepção espaço-temporal;
e) não fixar o olho somente na bola;
f) manter os joelhos semi-flexionados;
g) entre outros.
“Quando os atacantes trocam muito de posição, causam dificuldades para a defesa. Neste caso, a atenção dos defensores deve ser constante, exigindo-se grande entrosamento entre eles.” (FERNANDES, José Luis. P. 84)
Podemos considerar que a marcação está sendo bem executada quando a equipe adversária não oferece perigo de gol.
MUTTI (p.259, 2003) cita que
“uma marcação perfeita é composta por quatro fases:
1a Não chutar a gol;
2a Não deixar o atacante receber e/ou dominar a bola;
3a Não deixar a bola passar da defesa para o ataque;
4a Não deixar que os oponentes façam o passe para frente.”

(TENROLER, p.89) cita que
“os princípios básicos do jogador na defesa são:
- o defensor deverá ficar entre o seu oponente direto e a baliza;
- não deverá perder de vista a trajetória da bola nem de seu oponente;
- ocupar espaços vazios deixados pelo colega de defesa;
- orientar-se conforme o seu oponente. É importante conhecer as principais habilidades do adversário.”

Outro fator importante a ser considerado é o esquema de marcação. De acordo com SAAD (1997) e MUTTI (1999), entre outros, os sistemas de marcação classificam-se em:
• marcação individual;
• marcação por zona;
• marcação mista.
Ainda, apoiados em SAAD (1997) e MUTTI (1999) podemos dizer que na marcação individual cada atleta é responsável pela marcação de um adversário.
Já na marcação por zona, divide-se a quadra em setores (zona), e cada atleta fica responsável por determinado espaço. A marcação mista combina os dois sistemas.
Além desta classificação, diversos autores, dentre eles destacamos SANTANA (2004) e MUTTI (1999) , ainda acrescentam alguns para a forma/intensidade como se vai marcar:
• marcação pressão ou linha 1;
• marcação meia-pressão ou linha 2;
• marcação meia-quadra ou linha 3;
• marcação próxima aos 10m ou linha 4.
De acordo com MUTTI (p.187, 2003),
“o sistema de marcação por zona é muito vantajoso, pois favorece a cobertura defensiva, tornando a marcação altamente eficaz, além de ser propícia aos contra-ataques toda vez que a bola é tomada do adversário.”

Não nos aprofundaremos nestas classificações, pois nosso objeto de estudo é o contra-ataque. O importante é termos consciência que um bom contra-ataque inicia com uma marcação eficiente.
No entanto, ressaltamos que conhecer as vantagens e desvantagens de cada esquema é muito importante. Não adianta o treinador querer que sua equipe utilize a marcação pressão se seus atletas não possuírem um excelente condicionamento físico.
Outro detalhe, se a proposta for jogar no contra-ataque, não deve-se esquecer que a marcação precisa de determinado espaço na quadra para efetuar o contra-ataque.

Abraço.

domingo, 30 de agosto de 2009

Contra-Ataque Seletivo

Contra-Ataque Seletivo
Profº Esp. Vanderlei Wosniak & Profª Esp. Lucilene Perini

Para que entendamos o que é contra-ataque seletivo, fez-se necessário, antes, definirmos ataque seletivo.
Para Santana (2004; pg. 68) é um ataque que organiza com o objetivo de impedir o contra-ataque adversário. É um ataque que não tem pressa para terminar, mantendo a posse de bola com nossa equipe. Busca a finalização. Mesmo que a meta não seja atingida, inicia, a partir daí uma marcação equilibrada. Selecionar o ataque é objetivo de toda equipe, ainda que, muitas vezes, não seja possível.

Baseados em Santana (2004), o contra-ataque seletivo consiste na saída rápida da defesa para o ataque de forma organizada, ou seja, em vantagem, igualdade ou inferioridade numérica, buscando a finalização. Entretanto, possui o objetivo de continuar com a posse de bola ou ainda, reduzir os riscos de um possível contra atacar do contra-ataque em caso de não finalizar a meta adversária, isto é, conseguindo manter em equilíbrio a nossa defesa.
Um contra-ataque seletivo bem realizado acontece quando a equipe contra ataca seguindo os princípios do jogo de contra-ataque acima citado, segundo Santana (2004).

Abraço.

sábado, 29 de agosto de 2009

CLASSIFICAÇÃO DO CONTRA-ATAQUE

CLASSIFICAÇÃO DO CONTRA-ATAQUE
Profº Esp. Vanderlei Wosniak & Profª Esp. Lucilene Perini

Já vimos que o contra-ataque conceitua-se como uma;
“saída rápida da defesa para o ataque, aproveitando o momento de desarticulação do adversário (posicionamento), na qual não teve tempo de recompor a defesa, tendo como objetivo principal chegar ao gol adversário.” (CASTRO, 2006)

Interessa-nos neste capítulo, estudar como ocorre o contra-ataque. Já que sabemos que o contra-ataque é construído a partir do ataque adversário, precisamos agora classificá-los.
Inicialmente, vamos classificar os contra-ataques em relação as situações que lhe dão origem. Os contra-ataques podem ocorrer de:
• Falta: muitas vezes a equipe tem uma oportunidade de trabalhar uma “bola parada”, próxima ao gol a,dversário e, devido a um passe mal feito ou um deslocamento errado, acaba entregando a bola ao adversário e proporcionando um contra-ataque muitas vezes fatal;
• Tiro de canto: em menor proporção que nas faltas, porém, muitas vezes observamos equipes sem criatividade repetirem muitas vezes a mesma jogada, o que facilita a marcação adversária;
• Tiro lateral: esta é uma das situações preferidas dos “entregadores de pizza”. Esta é uma situação onde jogadores irresponsáveis, na pressa e com baixa concentração entregam a bola no pé do adversário.
Até aqui, citamos os contra-ataques originados de bola parada, o que estatisticamente é minoria. O grande percentual de contra-ataques ocorre a partir das situações abaixo relacionadas:
• Após finalização: equipes bem treinadas para o contra-ataque e com goleiros que possuem boa reposição, criam excelentes contra-ataques após a finalização sem sucesso do adversário;
• Após desarme: equipes que tem o contra-ataque como característica de jogo, praticam uma marcação ativa, o que proporciona muitos desarmes;
• Interceptação do passe: outra situação muito presente no jogo. Equipes que possuem boa marcação freqüentemente interceptam passes mal feitos. Além disso, quando a equipe possui uma marcação ativa, é comum ocorrer de o atleta, para evitar o desarme, realizar o passe sob pressão, o que faz com que o passe perca qualidade, proporcionando que a outra equipe “roube a bola”.

Grande abraço!

Amistoso

Jogando em Luis Alves, na noite desta sexta-feira (28/8) a equipe da Soc.Harmonia/FME/FreiPolicarpo/Ociani foi derrotada por 5 a 3.
Foi um bom jogo, aberto, com as duas equipes buscando o gol à todo momento.
Os gols da equipe foram anotados por Andrei, Braian e Paulinho.

Abraço.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

PRINCÍPIOS DO CONTRA-ATAQUE

PRINCÍPIOS DO CONTRA-ATAQUE
Profº Esp. Vanderlei Wosniak & Profª Esp. Lucilene Perini

Como citado anteriormente, o contra-ataque deve ser treinado constantemente. Uma equipe que deseja ter um contra-ataque eficiente, não pode se limitar a marcar bem, desarmar o adversário e, quando está com a posse de bola depender exclusivamente da criatividade dos jogadores.
Jogar no contra-ataque pressupõe alguns princípios, que devem ser assimilados por toda a equipe. Estes princípios devem estar inseridos no treinamento, fazer parte do dia-a-dia da equipe e, os atletas precisam ter consciência de que são estes princípios que sustentarão o sucesso do contra-ataque.
Segundo (SANTANA, p.81,2004);
“são cinco os princípios que definem um contra-ataque de qualidade:
a) velocidade e criatividade do condutor;
b) passe de precisão que vence o marcador;
c) opção de segundo passe;
d) quem ataca se preocupa em defender;
e) goleiro adiantado.”

Destacaríamos ainda um sexto princípio, que consideramos indispensável a toda equipe que queira utilizar o contra-ataque:
• “paciência, para jogar sem a bola.”
Destaca Amorim (2003) que “[...] o melhor ataque é a defesa”. Desta forma, quero enfatizar cada vez mais a importância de se jogar com um sistema defensivo sólido e consistente.
Optar por priorizar o contra-ataque caracteriza-se em atuar a maior parte do jogo sem a posse de bola. É a constante posse de bola do adversário, sem conseguir atingir seu objetivo – o gol – que proporcionará o tão almejado contra-ataque. A falsa sensação de grande superioridade, de estar com o jogo sob controle, de “a qualquer momento faremos o gol”; tende a proporcionar um relaxamento, uma queda na concentração, o que pode ser fatal.
Outras equipes querem resolver rapidamente a partida, atiram-se ao ataque sem a devida preocupação com a marcação. Estas equipes, quando enfrentam um adversário que possui um bom contra-ataque, são constantemente surpreendidos.
Priorizar ou não o contra-ataque é escolha de cada equipe, mas ressaltamos que estes seis princípios merecem ser considerados na elaboração do mesmo.

Abraço.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O JOGO DO CONTRA-ATAQUE

O JOGO DO CONTRA-ATAQUE
Prof. Esp. Vanderlei Wosniak & Profª Esp. Lucilene Perini

No futsal moderno, com a constante evolução dos sistemas de marcação, é comum encontrarmos equipes de excelente nível, transformarem o contra-ataque em filosofia de jogo.
“Contra-ataque é essência do jogo de futsal e deve ser bastante treinado. Para sua realização é importante que os atletas tenham velocidade na execução, passe “perfeito” , objetivo e definição, pois um contra-ataque mal executado, em que se perde a posse de bola, dará chance á equipe adversária de fazer o contra-ataque do contra-ataque que quase sempre é fatal. As equipes que conseguem ter um bom contra-ataque dificilmente perdem seus jogos”. (ANDRADE JUNIOR, p.94, 1999)

“As equipes que conseguem ter um bom contra-ataque dificilmente perdem seus jogos”. (ANDRADE JUNIOR, p.24, 1999)
Isto não quer dizer que a equipe que opte por priorizar o jogo de contra-ataque, seja uma equipe que jogue na defesa. Um bom contra-ataque deve ser induzido, sendo que equipe deva estar preparada para explorá-lo da maneira mais eficiente possível.
“O contra-ataque é um elemento técnico-tático, de caráter ofensivo, que consiste na saída rápida da defesa para o ataque, com a finalidade de surpreender o adversário”. (VOSER e GIUSTI, P.87, 2002)
Jogar no contra-ataque com eficiência exige qualidade, apoiando-se em (Santana, 2004), destacamos:
• passes precisos;
• tempo certo de deslocamento do jogador e da bola;
• conclusão a gol próximo da área adversária e;
• realizar a cobertura, são pré-requisitos de um bom contra-ataque.
Quando se consegue reunir estas qualidades, tem-se no mínimo uma equipe competitiva, objetiva e com grandes possibilidades de sucesso.
“As equipes que conseguem ter um bom contra-ataque dificilmente perdem seus jogos”(ANDRADE JUNIOR, p.24, 1999)
Segundo Saad (1999, p.76)
[...] o contra-ataque caracteriza-se pela superioridade numérica do ataque sobre a defesa adversária. Assim, a vantagem numérica leva a uma grande oportunidade dce fazer o gol de contra-ataque, sendo este realizado com velocidade e oportunismo. Um contra-ataque feito de modo errado pode oportunizar que o adversário realize um contra-ataque ainda mais perigoso.
No entanto, os atletas precisam estar comprometidos com a estratégia, e devem treiná-la exaustivamente. Os atletas devem conhecer os setores da quadra mais indicados para realizar o contra-ataque, ter capacidade de induzir o adversário ao jogo de contra-ataque, e após o desarme da equipe adversária, ser objetivo e veloz, aproveitando o desequilíbrio momentâneo do adversário”.

Jogar no contra-ataque, como o próprio nome diz, sugere a idéia de se construir o ataque a partir do ataque adversário. ” (SANTANA, p.83, 2004)
“É a passagem rápida da defesa para o ataque, com o envolvimento de um ou mais jogadores, para obter a marcação de um gol. É a ação de passar rapidamente da defesa para o ataque.” (ZAMBERLAN, p.176, 1999)

A competitividade na Educação Física

A competitividade na Educação Física
Profº Esp. Vanderlei Wosniak

A educação física insere nos alunos através da competitividade, várias características como:
a) respeitar regras;
b) desenvolver o trabalho em equipe;
c) incentivar os alunos a treinarem até atingirem seus objetivos;
d) exigir sociabilização.
A competitividade tem presença marcante na educação física, torna a aula prazerosa e interessante, pois, conforme HOBBES (1998), mesmo que haja uma grande multidão, se o trabalho não for realizado em equipe, com todos almejando o mesmo objetivo, suas forças se reduzem a nada. Assim sendo, podemos afirmar que na competição esportiva, a conquista de objetivos também se atinge conforme HOBBES na citação acima.
No momento em que se culpa a escola de ser incapaz de preparar os cidadãos para o mercado de trabalho - espaço este tão competitivo – ainda encontramos quem diga que não é função da educação física, e porque não dizer da educação em geral, incentivar os alunos a serem competitivos, a buscar a conquista de seus objetivos através de seus próprios esforços.
Aprendem as crianças, também, a conviver com vitórias e derrotas, aprendem a vencer através do esforço pessoal e desenvolvem através do esporte a independência e a confiança em si mesmos, o sentido de responsabilidade.
No momento, em que a idéia da competição (concorrência) toma conta do esporte escolar, idéia esta que é formada pela busca da vitória, às vezes a qualquer custo (lucro), e do que ela representa na sociedade (vencer na vida), já não existe mais espaço para a discussão sobre as normas do esporte; o professor tem que se preocupar em desenvolver nos alunos e suas equipes o espírito de competição, condição para a obtenção de vitórias (vencer na vida).
Estas características que o esporte escolar apresenta não são geradas no seio do próprio esporte, e sim, são o reflexo mediatizado da estrutura social em que ele se realiza, ou seja, da sociedade capitalista.
Desde pequenos nós aprendemos os movimentos (saltar, correr, andar etc) á custa de muito treino, esforço e tentativas. São os exercícios, as repetidas tentativas, o treino que irão permitir a um bebê, por exemplo, realizar movimentos crescentemente complexos de mãos, braços, pernas, corpo e cabeça. É por meio de exercício de movimentos mais simples que ele vai se capacitando a realizar outros mais elaborados como sentar, engatinhar, e, depois andar, e assim por diante (TEIXEIRA, 1996, p.9).
Fica cada vez mais evidente que o espírito competitivo não é algo que a educação física inseriu na sociedade, mas sim, ela é algo que nos acompanha desde o nascimento. A educação física procura tornar esta necessidade de competição uma atividade prazerosa e bela.
A competitividade tem origem com o nascimento, é cultivado durante a infância, principalmente no âmbito escolar e, expressa toda sua essencialidade no mundo adulto (mercado de trabalho).
O esporte, com efeito, é a aprendizagem de uma liberdade que recusa os soníferos e os sedativos do devaneio gratuito (MAGNANE, 1969, p.147).

Grande abraço.
AMISTOSO
Equipe da Soc.Harmonia/FME/FreiPolicarpo/Ociani realizará um amistoso nesta sexta-feira (28/8)em Luis Alves, e não mais em Indaial como publicado anteriormente neste blog. O jogo no Ginásio Municipal "Sérgio Luiz Peters" em Indaial, foi cancelado pela equipe da casa.
Sendo assim, outro jogo foi marcado e o amistoso será contra a equipe de Luis Alves.

Horário: 18 horas e 15 minutos
Data: 28 de agosto (sexta-feira)
Local: Ginásio de Esportes da Escola "João Gaya" - Centro - Luis Alves

Jogo: Luis Alves X Soc.Harmonia/FME/FreiPolicarpo/Ociani

Abraço.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Autorização

Aos Atletas sub-15 2009
Soc.Harmonia/FME Gaspar/FreiPolicarpo/Ociani
FUTSAL
AUTORIZAÇÃO

Autorizo meu filho ______________________________________ à participar do Amistoso em Luis Alves.
Data: 28/8/2009 sexta-feira, das 17:15h às 21h (previsto)
Local: Ginásio de Esportes da Escola "João Gaya" – Centro - Luis Alves
Valor: R$ 5,00
OBS: Trazer identidade e caneleira. Alimentação por conta do atleta.
Profºs. Responsáveis:
Vanderlei Wosniak - 8423-6950
Lucilene Perini - 9963-3353
Ass. Responsável: ______________________________
fone: ________________________

JUBS

JUBS: Unip vence a Uniasselvi e fica com o título no futsal masculino


O título inédito e histórico dos JUBS (Jogos Universitários Brasileiros), foi conquistado pela parceria São Caetano/Corinthians/Unip na tarde de ontem (22/8), em Fortaleza, capital cearense, com vitória por 3 a 0 sobre a Uniasselvi, de Santa Catarina.

Mesmo com todas as dificuldades impostas pelos catarinenses, a equipe comandada por PC Oliveira se sobressaiu durante os 40 minutos e soube marcar os gols na hora certa. Felipe, Danilo Baron e Chico Paulista foram os artilheiros do time na partida.

Vale ressaltar, que cinco atletas (Tatá, Douglas, Felipe, Bocão e Vitinho), promovidos da categoria sub-20 para este torneio, conquistaram em menos de 20 dias dois títulos nacionais, sendo que o primeiro foi a Taça Brasil de Clube, disputada em Niterói (RJ).

Com mais um título em sua vitoriosa carreira, o campeão do mundo pela seleção brasileira em 2008, PC Oliveira, estreou com o pé direito e soma mais um trunfo como treinador, o primeiro desde que assumiu o grupo.

Além de toda projeção nacional que este título proporciona, a equipe garantiu vaga no Mundial Universitário de 2010, o qual será realizado em Belgrado (Sérvia). Os campeões retornam à São Paulo na manhã de hoje (23/8), e retomam suas atividades a partir de quarta-feira, no ginásio do Parque São Jorge (zona leste de SP), onde iniciam os treinamentos visando o Campeonato Paulista.

Fonte: www.futsaldeprimeira.com

AMISTOSO

Equipe da Soc.Harmonia/FME/FreiPolicarpo/Ociani realizará um amistoso nesta sexta-feira (28/8)em Indaial. O jogo será no Ginásio Municipal "Sérgio Luiz Peters" e terá início as 18:45 horas.

Local: Ginásio Municipal "Sérgio Luiz Peters" - Indaial
Horário: 18 horas e 45 minutos
Data: 28 de agosto (sexta-feira)

Jogo: ROYAL JR. X Soc.Harmonia/FME/FreiPolicarpo/Ociani

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Grand Prix de Volei Feminino

A data de 23 de agosto já era especial para a seleção brasileira feminina de vôlei. Neste domingo, no entanto, se tornou inesquecível. No dia em que completou um ano da inédita conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim, o Brasil tornou-se octacampeão invicto do Grand Prix e, assim, reafirmou seu status de maior vencedor do torneio: 94/96/98/04/05/06/08/09. O time brasileiro poderia ter chegado ao oitavo título com uma rodada de antecedência na fase final, em Tóquio. A taça estava praticamente na mão. Mas ainda não era o dia 23. Por isso, somente após o triunfo sobre o Japão, por 3 sets a 1, com parciais de 25/21, 25/27, 25/19 e 25/19, é que pôde festejar.



- É um dia muito especial. Dia 23 de agosto de 2008 foi quando conseguimos a nossa maior realização. Todo dia 23 a gente vai lembrar disso. Hoje, com mais esse título, será uma comemoração dupla - disse o técnico José Roberto Guimarães.

Fonte: Globoesporte.com

domingo, 23 de agosto de 2009

111 anos

video

Parabéns pra você!

22 de agosto, na mesma data que a minha princesa faz aniversário, o Vasco da Gama completa 111 anos de tradição com o "Maraca" lotado.

sábado, 22 de agosto de 2009

Quando o sonho é possível

video

"Porque quando a oportunidade surge, é preciso agarrá-la com todas as forças!"

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

A VIRADA

video

Uma das "viradas" mais marcantes da história do futebol.

Um exemplo de onde a garra e a perseverança podem levar um grupo.

Relembre!

Grande abraço.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Grande Clássico

Em um clássico emocionante, a Krona derrotou a Malwee por 5 a 3 na Arena, em Jaraguá do Sul, na noite desta terça-feira, dia 18, pela segunda fase da Liga Futsal 2009.
Com o resultado, o time de Joinville assumiu a liderança do Grupo A, com 13 pontos. Já a Malwee caiu para a segunda posição na chave, com 12.
O jogo: Sem Falcão, suspenso, mas empurrada pela torcida, a Malwee começou pressionando. Entretante, foram os joinvilenses que abriram o placar aos 19 minutos. Depois de receber de Lukaian, Junai tirou o goleiro Tiago e o ala Fernandinho do lance para estufar as redes da Malwee.
Os anfitriões só alcançaram o empate no segundo tempo. Aos 27, Lenísio cobrou falta com força, a bola passou pela barreira e entrou no canto inferior direito da meta visitante. O tento foi o 22º anotado pelo pivô da Malwee, vice-artilheiro da competição — ele só está atrás de Falcão, que tem 27.
O Krona ficou novamente à frente no placar aos 34. Murilo avançou pela esquerda e deu um belo cruzamento na segunda trave para Frede, que só teve o trabalho de mandar para dentro da meta adversária.
No minuto seguinte, o arqueiro dos mandantes falhou e entregou a bola nos pés de André, que viu o gol vazio e mandou de longe, acertando em cheio o gol.
Três gols no último minuto: O time da casa respondeu com uma jogada de Andrey. Ele tocou para Cabreúva, dentro da área, que deu um chute certeiro e diminuiu a diferença.
Já no último minuto de partida, Lenísio passou para Pica-Pau que, bem posicionado, não perdeu a chance de empatar a partida.
Os visitantes, porém, conseguiram encontrar força para a reação: Junai marcou novamente após o passe de Murilo; e Lukaian fechou o placar encobrindo o goleiro da equipe jaraguense.
Próxima rodada: A Malwee volta a jogar no próximo sábado, dia 22, às 17h, contra o Farroupilha, na Associação de Desportos Saturno, em Farroupilha (RS). A Krona terá 10 dias de descanso pela frente. O próximo compromisso do time de Joinville será na sexta-feira da semana que vem, no dia 28, no ginásio Poliesportivo UCP, de Petrópolis (RJ).

Disponível em http://www.clicrbs.com.br/esportes , acessado em 18/8/2009.

Grande abraço.

A importância da preparação física no futsal

A importância da preparação física no futsal

A preparação física nos esportes de alto rendimento (ou alto nível como preferem alguns autores) tornou-se algo tão indispensável na preparação do atleta quanto à preparação técnica da modalidade esportiva. A mais de 20 anos o professor Ivan Cavalcanti Proença afirmava “não dá mais para ignorar a importância da fusão e do casamento entre as diversas preparações física/tática/técnica”. E no futsal na perspectiva do alto rendimento não é muito diferente dos demais esportes. O professor Sebastião Araújo ex-preparador físico do Fluminense Futebol Clube do Rio de Janeiro, em seu livro O futebol e seus fundamentos – o futebol força a serviço da arte, destaca que na preparação de uma equipe é necessário o treinamento físico, com vistas à aquisição de uma preparação orgânica, muscular, articular e desenvolvimento das capacidades físicas do atleta, possibilitando condições físicas para a pratica do desporto. O futsal é um desporto de intensa solicitação fisiológica tanto a nível ósteo-muscular, quanto dos sistemas cardiovascular, respiratório e demais sistemas funcionais. Isto ocorre devido à dinâmica de jogo aliada as dimensões reduzidas (40 metros x 20 metros) em que é praticado. A demanda fisiológica do futsal é elevada independentemente do nível no qual se pratica o mesmo. Assim o nível de solicitação fisiológica por parte do futsal no organismo dos praticantes dele em alto nível, denota a necessidade em prover o atleta de condições físicas e psíquicas, para que ele possa suportar as solicitações do jogo com quedas mínimas de desempenho individual no decorrer de uma temporada. Alguns estranharão o fato de aqui nesse artigo sobre preparação física estarem correlacionadas as preparações física e psicológica, mas inúmeros artigos científicos nos últimos anos tem mostrado que a influencia de aspectos psicológicos inerentes e externos a prática do desporto de alto nível, em alterações no desempenho dos atletas. A preparação física desempenha um papel fundamental em possibilitar as adaptações fisiológicas necessárias para a pratica do futsal de alto rendimento, com variações mínimas mas performances individuais e coletivas apresentadas pelo grupo (equipe de futsal) ao longo de uma temporada. O objetivo da preparação física é aprimorar o nível de condicionamento apresentado pela interação das capacidades físicas, com destaque para resistência, velocidade, força, flexibilidade e coordenação ( aqui representada pelas habilidades motoras. O desafio da preparação física consiste em através dos meios e métodos de treinamento, propiciar que o desempenho atlético aproxime-se ou ultrapasse os “limites” do atleta.

Abraço.

sábado, 15 de agosto de 2009

Resultados

PRIMEIRA FASE

Quadrangular Regional Sub-14 masculino
Local: Ginásio de Esportes Frei Policarpo
Belchior Alto - Gaspar

14/8 - sexta-feira

17:15h – Metisa/Timbó 01x09 Apama/Blumenau
18:30h - Harmonia/FME /FreiPolicarpo/Ociani 01x04 Adesc/Schoereder

15/8 - sábado

09:30h - Metisa/Timbó 02x06 Adesc/Schoereder
10:30h - Apama/Blumenau 05x02 Harmonia/FME /FreiPolicarpo/Ociani

14:30h - Apama/Blumenau 06x01 Adesc/Schoereder
15:30h - Harmonia/FME /FreiPolicarpo/Ociani 01x03 Metisa/Timbó

*Próxima etapa nos dias 18 e 19 de setembro.

Abraço!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Circuito de Futsal

Vale lembrar que inicia neste final de semana o Circuito de Futsal 2009.

Quadrangular Regional Sub-14 masculino
Local: Ginásio de Esportes Frei Policarpo
Belchior Alto - Gaspar

14/8 - sexta-feira

17:15h – Metisa/Timbó X Apama/Blumenau
18:30h - Harmonia/Gaspar X Adesc/Schoereder

15/8 - sábado

09:30h - Metisa/Timbó X Adesc/Schoereder
10:30h - Apama/Blumenau X Harmonia/Gaspar

14:30h - Apama/Blumenau X Adesc/Schoereder
15:30h - Harmonia/Gaspar X Metisa/Timbó

Prestigiem o esporte de base!

Abraço.

Projeto

A equipe de futsal Soc.Harmonia/FME Gaspar/FreiPolicarpo/Ociani foi contemplada pela Lei Municipal de Incentivo ao Esporte. A equipe receberá R$ 11660,00 que será utlizado para aquisição de materiais e uniformes, além de viabilizar a participação da equipe no campeonato estadual.
Maiores informações em http://www.fmegaspar.com.br/hp/index.asp?p_codmnu=17

Abraço.

Oportunidade de especialização

Pós-Graduação, Lato Sensu, em FUTSAL
Público Alvo: Professores de Educação Física, e treinadores (na forma de Cursos Livres).

Objetivos: Proporcionar aos pós-graduandos o domínio das técnicas de planejamento, avaliação, execução e controle de equipes de futsal do auto-nível ao escolar.

CoordenaçãoProfessor e Especialista Fernando Ferretti (MALWEE Futsal, e ex-treinador da Seleção Brasileira de Futsal).

Disciplinas e Professores:
- Preparação Tática I– Prof. Paulo César de Oliveira (PC) – Ex-treinador da Seleção Brasileira
- Preparação Tática II – Prof. Fernando Ferretti – Malwee Futsal e ex-treinador da Seleção Brasileira
- Psicologia Aplicada ao Futsal – Profa. Melissa Voltarelli – Seleção Brasileira
- Controle do Jogo e do Treinamento no Futsal e Preparação Física Aplicada – Prof. João Romano – Seleção Brasileira
- Fisiologia do Treinamento Aplicada ao Futsal e Descoberta de Talentos no Futsal – Dr. Paulo Dantas (UFRN)
- Preparação de Goleiros e Alto Nível no Futsal – Prof. Fred Antunes – Malwee Futsal e Seleção Brasileira Sub-20
- Marketing Aplicado ao Futsal – Prof. Kleber Rangel – Malwee Futsal e Faculdade Jangada
- Testes, Medidas e Avaliações no Futsal – Ms. Luciano Alonso (UCB/RJ)
- Aprendizagem Motora – Ms. Rodrigo Sartori (PUC/RS)- Nutrição Desportiva – Dr. Ricardo Lucas - ACE

Início PrevistoSetembro de 2009.Aulas somente um final de semana por mês (sábado e domingo, período integral) na ACE em Joinville/SC ou na Arena Jaraguá em Jaraguá do Sul/SC. Com duração de 18 meses – 360 horas/aula.

InvestimentoTaxa de Matrícula = R$100,00 20 parcelas de R$350,00 reais, ou 24 parcelas de R$310,00, ou ainda 36 parcelas de R$230,00.
InformaçõesDiretoria de Pós-graduação da ACE, das 14h às 20h ou(47) 3026 8254 – pos@aceadm.com.br

Abraço.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Títulos

2000 – Campeão Regional de Futebol (infantil) pelo B.E.C.
2002 - Campeão Invicto da Circuito Catarinense de Futsal (infantil) pela E.E.B. Frei Policarpo
2003 - Campeão Invicto Quadrangular Aberto de Futsal ADRK (infantil) pela E.E.B. Frei Policarpo
2003 - Campeão Invicto Quadrangular Aberto de Futsal (feminino) ADRK pela E.E.B. Frei Policarpo
2003 – Campeão Invicto Taça Cidade de Gaspar de Futsal (mirim feminino) pela
EEB Frei Policarpo
2003 – Campeão Invicto Taça Cidade de Gaspar de Futsal (fraldinha) pela EEB Frei Policarpo
2003 - Campeão Taça Cidade de Gaspar de Futsal (pré-mirim) pela EEB Frei Policarpo
2003 – Campeão Taça Cidade de Gaspar de Futsal (infanto) pela EEB Frei Policarpo
2003 – Campeão Jogos Escolares de Gaspar / Futsal (mirim feminino) pela
EEB Frei Policarpo
2003 – Bi-Campeão Invicto Taça Cidade de Gaspar de Futsal (fraldinha) pela EEB Frei Policarpo
2003 – Bi-Campeão Taça Cidade de Gaspar de Futsal (pré-mirim) pela EEB Frei Policarpo
2004 – Bi-Campeão Invicto Taça Cidade de Gaspar de Futsal (mirim feminino) pela EEB Frei Policarpo
2004 – Campeão Invicto Taça Cidade de Gaspar de Futsal (infantil feminino) pela EEB Frei Policarpo
2004 - Bi-Campeão Invicto Jogos Escolares de Gaspar / Futsal (mirim feminino) pela EEB Frei Policarpo
2005 – Campeão Invicto Jogos para Escolares SESC / Futsal (mirim masculino) *jogamos c/ o time Pré-mirim
2005 - Tri- Campeão Invicto Jogos escolares de Gaspar ( Futsal mirim feminino)
2006 – Campeão Invicto I Torneio Interescolar de Futsal pela EEB Frei Policarpo (Futsal Feminino Sub-14)
2006 – Vice-campeão VI OLESC – etapa meso-regional pela FME Gaspar/Frei Policarpo (Futsal Feminino Sub-16) * Conquista inédita para o município
2006 – Tetra-Campeão Invicto Jogos Escolares de Gaspar (Futsal mirim feminino)
2006 – Campeão Invicto Jogos Escolares de Gaspar (Futsal infantil feminino)
2006 – Vice-Campeão I Copa Aberta de Corupá (Futsal Feminino Sub-15)
2007 – Campeão Seletiva JESC (Futsal feminino sub-14)
2007- Penta-Campeão Invicto Jogos Escolares de Gaspar (futsal mirim feminino)
2007- Bi-Campeão Invicto Jogos Escolares de Gaspar (futsal infantil feminino)
2008- Campeão Invicto Copa Cidade de Gaspar de Futsal Feminino(sub 13) pela EEB Profª Áurea Perpétua Gomes
2008 - Hexa-Campeão Invicto Jogos Escolares de Gaspar (futsal mirim feminino)
2008 - Campeão Invicto Jogos Escolares de Gaspar (futsal infanto feminino)
2009 - Campeão II Copa Harmonia de Futsal (sub 14 masculino)

GRANDE ABRAÇO!

A formiga...

A formiga...
Outro dia, vi uma formiga que carregava uma enorme folha.A formiga era pequena e a folha devia ter, no mínimo, dez vezes o tamanho dela.A formiga a carregava com sacrifício.Ora a arrastava, ora tinha sobre a cabeça.Quando o vento batia, a folha tombava, fazendo cair também a formiga.Foram muitos os tropeços, mas nem por isso a formiga desanimou de sua tarefa.Eu a observei e acompanhei, até que chegou próximo de um buraco, que devia ser a porta de sua casa.Foi quando pensei: "Até que enfim ela terminou seu empreendimento".Na verdade, havia apenas terminado uma etapa.A folha era muito maior do que a boca do buraco, o que fez com que a formiga a deixasse do lado de fora para, então entrar sozinha.Foi aí que disse a mim mesmo: "Coitada, tanto sacrifício para nada."Lembrei-me ainda do ditado popular: "Nadou, nadou e morreu na praia."Mas a pequena formiga me surpreendeu.Do buraco saíram outras formigas, que começaram a corta a folha em pequenos pedaços.Elas pareciam alegres na tarefa.Em pouco tempo, a grande folha havia desaparecido, dando lugar a pequenos pedaços e eles estavam todos dentro do buraco.Imediatamente me peguei pensando em minhas experiências.Quantas vezes desanimei diante do tamanho das tarefas ou dificuldades?Talvez, se a formiga tivesse olhado para o tamanho da folha, nem mesmo teria começado a carregá-la.Invejei a força daquela formiguinhaNaturalmente, transformei minha reflexão em oração e pedi ao Senhor:Que me desse à tenacidade daquela formiga, para "carregar" as dificuldades do dia-a-dia.Que me desse à perseverança da formiga, para não desanimar diante das quedas.Que eu pudesse ter a inteligência, a esperteza dela, para dividir em pedaços o fardo que, às vezes, se apresenta grande demais.Que eu tivesse a humildade para partilhar com os outros o êxito da chegada, mesmo que o trajeto tivesse sido solitário.Pedi ao Senhor a graça de, como aquela formiga, não desistir da caminhada, mesmo quando os ventos contrários me fazem virar de cabeça para baixo; mesmo quando, pelo tamanho da carga, não consigo ver com nitidez o caminho a percorrer.A alegria dos filhotes que, provavelmente, esperavam lá dentro pelo alimento, fez aquela formiga esquecer e superar todas as adversidades da estrada.Após meu encontro com aquela formiga, saí mais fortalecido em minha caminhada.

Grande abraço!

Aos Atletas sub-15 2009

Soc.Harmonia/FME Gaspar/FreiPolicarpo/Ociani
FUTSAL
AUTORIZAÇÃO

Autorizo meu filho ______________________________________ à participar do “Circuito Regional de Futsal 2009”.
Data: 14/8/2009 sexta-feira, das 17:30h às 21h
15/8/2009 sábado, das 9:30h às 12h e das 14:30h às 17h
Local: Ginásio de esportes “Frei Policarpo” –bairro Belchior Alto - Gaspar
Valor: R$ 7,00
OBS: Trazer identidade e caneleira. Alimentação por conta do atleta.
Profºs. Responsáveis:
Vanderlei Wosniak - 8423-6950
Lucilene Perini - 9963-3353
Ass. Responsável: ______________________________
fone: ________________________

sábado, 8 de agosto de 2009

MR JORDAN

MR JORDAN

Minha meta é ser o melhor, mas eu aproximo tudo usando metas a curto prazo, passo a passo. Quando eu estabeleço uma meta, eu fixo outra mais próxima que sei que vou alcançar se trabalhar com persistência. Cada sucesso conduz ao próximo. Todo tempo visualizo:
1. Onde quero chegar,
2. O que quero ser
3. Que tipo de pessoa quero me tornar.
Trabalho metas curtas sempre com o fim em mente. Eu sei exatamente onde eu quero ir, e foco meus esforços em chegar lá. Como eu alcanço essas metas mais curtas, ganho mais confiança. É tudo um processo mental para mim, apenas me concentro no próximo passo.
Eu não tenho nenhum medo de perguntar para qualquer pessoa qualquer coisa. Por que haveria de ter medo? Minha atitude é "Me ajude; me dê alguma direção".
Você pode aplicar esta mesma aproximação de metas para qualquer coisa que você queira fazer. Por exemplo, suponha que sua meta é se tornar um doutor. Esses passos estão como pedaços de um quebra-cabeça, onde todos juntos formam um quadro único. Quando estiver completo, você conseguiu.
Não Pense Em Fracasso
Eu nunca penso nas conseqüências de falhar. Porque quando você pensa nas conseqüências, você sempre pensa em um resultado negativo. Se eu estou em qualquer situação, eu estou sempre pensando que vou ter êxito, não sobre o que aconteceria se eu falhar.
Algumas pessoas gelam por medo do fracasso pensando na possibilidade de um resultado negativo. Eu percebi que se eu fosse alcançar qualquer coisa em minha vida, tinha que ser agressivo. Eu tive que chegar lá, e mostrar isso. Eu não acredito que você possa alcançar qualquer coisa sendo passivo.
Eu sei que o medo é um obstáculo para algumas pessoas, mas para mim é uma ilusão. Qualquer medo é uma ilusão. Você tem que pensar no medo como uma oportunidade para fazer seu melhor e ter um pouco mais de sucesso.
Se tudo que fiz não me trouxe sucesso, então pelo menos eu nunca poderei olhar para traz e dizer que tive medo de tentar. O fracasso sempre me fez tentar mais e mais da próxima vez.
Meu conselho é "pense positivo" e "ache combustível no fracasso". Às vezes o fracasso mostra em seu íntimo para onde você deve ir. Muitas das maiores invenções no mundo só foram descobertas depois de centenas de fracassos anteriores, que foram usadas como respostas.
Medo às vezes vem de uma falta de foco ou concentração. Se você sabe que está fazendo as coisas certas, só relaxe e execute. Esqueça intervenções de fora. Você não pode controlar mesmo nenhuma intervenção.
Quando você faz uma apresentação, você pode fazer todas as coisas necessárias, entretanto está fora de suas mãos o resultado. Ou os clientes gostam da apresentação, ou não. Portanto não se preocupe antecipadamente com isso.
Eu posso aceitar o fracasso. Todo mundo falha em algo. Mas eu não posso aceitar não ter tentado. Não importa se você ganha, contanto que você dê tudo do seu coração e trabalhe a 110 por hora. Se você der o melhor em seu trabalho, os resultados virão. Eu não posso fazer coisas mais ou menos. Porque eu sei que fazendo assim, posso esperar resultados mais ou menos. Isso é por que eu vejo o mundo como meus jogos. Eu não posso relaxar nos treinos por que quando eu precisar daquele empurrão a mais durante um jogo, ele tem que estar lá.
Mas isso é o que muitas pessoas fazem. E isso é por que elas falham. Ficam comedidas, reservando esforços, se poupando a cada dia. Estão procurando razões em vez de respostas.
Supere Obstáculos
Você vê muito isso no mundo dos negócios. Há um milhão de desculpas por não dar tudo de si. "Se fosse me dada uma oportunidade", ou "se só o chefe gostasse mais, eu poderia realizar isto ou aquilo". Nada mais que desculpas.
É claro que há obstáculos e distrações. Se você está tentando alcançar algo, haverá pedras na estrada.
Mas obstáculos não têm que pará-lo. Se você colide com uma parede, não se renda. Entenda como escalá-la, passe por cima, ou dê a volta ao redor.
Você tem que aderir a seu plano.
Nossa sociedade tende a exaltar sucesso individual sem considerar o processo inteiro. O que é um CEO com uma grande idéia, se não for capaz de envolver as pessoas para fazer acontecer? Se você não tem todos os pedaços no lugar, particularmente as linhas dianteiras, aquela idéia não significa nada. Você pode ter os maiores vendedores do mundo, mas se as pessoas que fazem o produto não são boas, ninguém comprará nada.
Gerentes, como treinadores, têm que achar modos para utilizar talentos individuais nos melhores interesses da companhia. É um processo abnegado. Às vezes em nossa sociedade é difícil ver o grupo pois todos só querem ver super-estrelas. Nós tendemos a ignorar ou não respeitar todas as partes que tornam o todo possível.
Talento ganha jogos, mas um time unido e inteligência é o que ganha campeonatos.
Tudo o que eu alcancei só foi possível da maneira como trabalhei com metas próximas, de olho num objetivo maior, sem perder o foco e principalmente sem pular etapas. Não é possível saltar por fundamentos, são os blocos básicos do edifício. Mas algumas pessoas não entendem isso, querem resultados rápidos, estão focados no amanhã.
Quando você entende domina os fundamentos, na hora do jogo você não precisa se preocupar com eles. E isso lhe permite trabalhar mais inteligentemente. Soa fácil, mas não é. Você tem que constantemente monitorar seus fundamentos porque a única coisa que vai permitir avanços será sua atenção a eles. Os fundamentos nunca mudarão. Há um jeito certo e um modo errado para fazer coisas. Trabalhe nos fundamentos, e o nível de tudo o que você faz subirá.
Conduza Através de Exemplos
Eu sempre tentei conduzir através de exemplo. Eu nunca tentei motivar apenas falando porque penso que palavras não significam tanto quanto ação. Assim eu tentei pintar um quadro de mim mesmo trabalhando duro e com disciplina. Por que não? Se a pessoa que está lá em cima não trabalha duro, por que deve fazê-lo outro qualquer?
Um líder tem que ganhar esse título. Você não é o líder só por ser o melhor jogador no time, a pessoa mais inteligente na classe, ou o mais popular. Ninguém pode lhe dar aquele título. Você tem que ganhar o respeito ao redor por suas ações. Você tem que ser consistente em sua apresentação, pode ser basquetebol, uma reunião de vendas, ou lidando com sua família. Eles têm que confiar que você estará lá, que seu desempenho será consistente de jogo para jogo, particularmente quando coisas ficam pretas.
Em última instância, treinadores, gerentes ou jogadores podem dizer qualquer coisa que eles quiserem, mas se eles não sustentarem isto com desempenho e trabalho duro, suas palavras não significam nada.
Um líder não pode dar nenhuma desculpa. E você tem que estar disposto a sacrificar certas metas individuais, se necessário, para o bem do time. Um líder também é uma pessoa que teve sucessos passados em outras ocasiões e não teve medo de viver a chance de conduzir outros novamente arriscando seu prestígio.
No caminho, você também tem que defender o que você acredita e se agarrar em suas convicções. Toda casa, todo negócio, e todo bairro precisa de alguém para conduzir.
Michael Jordan é o autor de "I Can't Accept Not Trying (Harper San Francisco)" e ex- jogador de basquete do Chigago Bulls. Este artigo é adaptado do livro citado, numa tradução livre de Denilson Godry Farias.

Abraço!

No caminho

Equipe sub-13 do SOC. HARMONIA/FME GASPAR/FREI POLICARPO/OCIANI dá mostras de que está no caminho certo. Nesta manhã (08/8), a equipe realizou dois jogos contra a equipe da ADRKarsten.
No primeiro jogo, a equipe enfrentou o sub-15 da ADRK , e num belo jogo a equipe de Gaspar venceu por 5 a 4. A boa equipe da ADRK (que recentemente foi campeã da etapa Blumenau do Circuito Catarinense) veio com tudo, no entanto a equipe da Soc.Harmonia/FME/FreiPolicarpo/Ociani optou pelo jogo de contra-ataque no primeiro tempo que terminou em 3 a 2 para equipe de Gaspar. No segundo tempo a equipe da casa virou o placar. A partir daí a equipe da Soc.Harmonia/FME/FreiPolicarpo/Ociani passou a utilizar o goleiro Andrei como quinto homem de linha e conseguiu nova virada no placar vencebdo o jogo por 5 a 4.
No jogo contra o sub-13 da ADRK a equipe mostrou bom volume de jogo e venceu popr 5 a 2 (ADRK 2 x 5 Soc.Harmonia/FME/FreiPolicarpo/Ociani).
A equipe:
01 Andrei
11 Luis
06 Paulinho
09 Ziel
04 Braian
10 Dudu
12 Joãozinho
08 Bruno
Téc: Vandeco
AuxTéc: Lucilene

Abraço!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Quadrangular Regional Sub-14 masculino

Quadrangular Regional Sub-14 masculino

Local: Ginásio de Esportes Frei Policarpo - Belchior Alto - Gaspar (1ª Fase)

14/8 - sexta-feira
17:30h - Adesc/Schoereder X Apama/Blumenau
18:30h - Harmonia/Gaspar X Metisa/Timbó

15/8 - sábado
09:30h - Metisa/Timbó X Adesc/Schoereder
10:30h - Apama/Blumenau X Harmonia/Gaspar

14:30h - Apama/Blumenau X Metisa/Timbó
15:30h - Harmonia/Gaspar X Adesc/Schoereder